quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Rosane Bertotti: “ComunicaSul fortalece integração ao visibilizar a Bolívia”



Bertotti: "ComunicaSul visibiliza o encoberto pela velha mídia"
Coordenadora do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC) destaca importância da rede colaborativa

A rede de comunicação colaborativa ComunicaSul, integrada por jornalistas do Centro de Estudos de Mídia Barão de Itararé, jornais Brasil de Fato e Hora do Povo, Central Única dos Trabalhadores (CUT), Vermelho e de diversos meios alternativos, estará na Bolívia de 5 a 13 de outubro para cobrir as eleições presidenciais e parlamentares que ocorrem no país andino no próximo dia 12.
“A ComunicaSul é uma iniciativa que fortalece a integração latino-americana, pois dá visibilidade às importantes conquistas obtidas pelo conjunto dos processos em curso no Continente e que não são notícia na velha mídia”, declarou Rosane Bertotti, secretária nacional de Comunicação da CUT-Brasil e coordenadora do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC).
Na Bolívia, destaca a dirigente, os avanços obtidos nos campos político, econômico e social, são reflexo de políticas públicas que priorizaram os povos originários, excluídos por séculos de dominação e segregação. “Infelizmente questões tão relevantes para o destino dos nossos países e povos acabam passando desapercebidas para o grande público devido à invisibilidade com que são tratadas. Há um nítido preconceito de classe, que relega a informação a virar não notícia”, disse.
Na avaliação de Rosane, “a integração potencializa o desenvolvimento da democracia e amplia os espaços para termos maior liberdade de expressão, enfrentando as manipulações e preconceitos da velha mídia, sempre alinhada com os interesses de Washington”. “Diferentemente do que circula nos grandes conglomerados de comunicação, a ComunicaSul privilegia os atores políticos que constroem nossas sociedades no dia-a-dia, o mundo do trabalho, os movimentos sindical e social, personalidades progressistas, trazendo à tona a intensidade e a riqueza da vida da nossa América”, acrescentou.
Entre outros países, a ComunicaSul já acompanhou os processos eleitorais ou de disputas políticas na Argentina, El Salvador, Equador, Guatemala, Honduras e Venezuela.