segunda-feira, 15 de setembro de 2014

ComunicaSul cobrirá eleições presidenciais na Bolívia

A Rede ComunicaSul de Comunicação Colaborativa cobrirá as eleições presidenciais da Bolívia, que ocorrem no próximo dia 12 de outubro, a fim de garantir maior visibilidade ao acontecimento e aproximar o povo brasileiro das importantes conquistas obtidas pelo país andino no último período.




Integrado por jornalistas e comunicadores do Centro de Estudos de Mídia Barão de Itararé, dos jornais Hora do Povo e Brasil de Fato, da Central Única dos Trabalhadores (CUT), da TV Comunitária de Florianópolis e do portal Vermelho, entre outros meios alternativos, os profissionais do ComunicaSul já participaram de coberturas na Argentina, Guatemala, El Salvador, Equador, Honduras e Venezuela,  fortalecendo a integração em curso na América Latina.
CONQUISTAS - O PIB boliviano é o que mais cresce na América Latina, estimulado principalmente pelos investimentos do governo do presidente Evo Morales na demanda interna, potencializados pela nacionalização dos recursos naturais – como os hidrocarbonetos. Diferentemente da época neoliberal, em que 85% dos recursos eram drenados para as empresas estrangeiras, a lógica da submissão foi invertida e atualmente 85% dos recursos ficam no país.
A projeção de avanço do PIB boliviano para este ano é de 5,5%, o maior da região, conforme a Comissão Econômica para a América Latina e Caribe (Cepal). Os avanços em políticas sociais têm sido extremamente significativos, como a saúde, que teve os recursos ampliados em 263%; e a educação, com o país tendo erradicado o analfabetismo – com a ajuda de Cuba e Venezuela. O país também conseguiu reduzir drasticamente a pobreza extrema, que caiu de 38% em 2005 para cerca de 20%, o principal logro regional, segundo o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).