terça-feira, 16 de abril de 2013

Lula critica Estados Unidos por apoio a recontagem de votos na Venezuela

Do site Opera Mundi

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou os Estados Unidos na noite desta segunda-feira (15/04) pelo apoio ao pedido de recontagem de votos na Venezuela. Um dia após o pleito venezuelano, o governo de Barack Obama classificou como importante e prudente a medida solicitada pelo candidato opositor, Henrique Capriles, e disse que Nicolás Maduro não poderia ser indicado como ganhador até que todos os votos fossem revistos.


Foto: Instituto Lula


“Os norte-americanos frequentemente se metem a discutir uma eleição (...). Por que não se preocupam com eles mesmos e nos deixam decidir nosso destino?", argumentou Lula durante um evento sobre o PT (Partido dos Trabalhadores) em Belo Horizonte.

Amigo do presidente Hugo Chávez, morto em 5 de março, Lula pediu uma salva de palmas para Maduro, que venceu a eleição na Venezuela com 50,75% dos votos.

Na noite desta segunda-feira, o Mercosul também felicitou Maduro pela vitória. Em comunicado divulgado pelo Uruguai, país que ostenta a presidência temporária do bloco formado ainda por Argentina, Brasil, Venezuela e Paraguai (suspenso), os sócios felicitaram "o povo venezuelano pela ampla participação no pleito”.

Além disso, destacaram "o compromisso com a defesa dos princípios democráticos e de transparência que a eleição refletiu".

O não reconhecimento da vitória de Maduro por parte de Capriles tem gerado uma série de violentos protestos na Venezuela. Após ser proclamado presidente eleito nesta segunda-feira, o chavista pediu que a população combata pela paz e responsabilizou seu adversário por eventuais mortes.