segunda-feira, 19 de agosto de 2019

“Antipatriotismo de Abdo em Itaipu requer impeachment”, defende senadora paraguaia

Senadora Esperanza Martínez, líder da bancada da Frente Guazú

Leonardo Wexell Severo, de Assunção


“Quando se tem um presidente da República que pode ser extorquido por outro presidente para seus negócios pessoais, como você se sentiria? O que dizer diante do seu presidente flagrado numa atitude de entrega e servilismo? Que sensação teria diante de tamanha manifestação de antipatriotismo, como demonstrou Mario Abdo Benítez?”, questionou a senadora paraguaia Esperanza Martínez, em entrevista exclusiva a Leonardo Severo, da Hora do Povo. Líder da bancada da Frente Guazú no Senado, a ex-ministra da Saúde do governo de Fernando Lugo defendeu o impeachment de Marito e a mobilização em defesa da represa de Itaipu como patrimônio público, denunciou o objetivo de privatização da Eletrobrás e da Administração Nacional de Eletricidade (ANDE) e assinalou que “por trás de duas figuras como Bolsonaro e Mario Abdo estamos falando de grupos econômicos muito poderosos, de capitais transnacionais, dos quais provavelmente sejam simplesmente a fachada”. Para Esperanza, é fundamental a solidariedade para se contrapor a “estas cúpulas econômicas mafiosas transnacionais que vêm se apoderar das nossas riquezas”

sexta-feira, 28 de junho de 2019

Paraguaios ampliam ações de solidariedade ao juiz que garantiu justiça em Curuguaty

População ao lado dos "juízes que fizeram justiça no caso Curuguaty"

LEONARDO WEXELL SEVERO
Os movimentos populares paraguaios do campo e da cidade começaram a realizar uma série de mobilizações em apoio ao juiz Emiliano Rolón Fernández, acusado pela procuradora geral do Estado, Sandra Quiñonez, de “mal desempenho em suas funções” por ter absolvido os camponeses condenados pelo massacre de Curuguaty.
Comandado por seguidores do general Alfredo Stroessner, que governou o país por 45 anos (1954-1989) e amigos de Blas Riquelme (ex-presidente do Partido Colorado, o da ditadura), que se autoproclamava proprietário de Marina Kue, em Curuguaty, o Júri de Acusação de Magistrados (JEM) marcou para o próximo dia 9 de julho a decisão sobre o futuro de Emiliano.

quarta-feira, 19 de junho de 2019

Villanueva: “Capitalização é arrocho e farsa contra aposentados chilenos”

Sistema AFP está encravado no coração do neoliberalismo chileno, afirma Villanueva

“O sistema de capitalização está encravado no coração das aposentadorias do modelo neoliberal chileno, gerando miséria aos aposentados para enriquecer seis Administradoras de Fundos de Pensão (AFP) que especulam com a poupança forçada dos trabalhadores”, afirmou Mário Villanueva, dirigente da Confederação Nacional de Profissionais Universitários dos Serviços de Saúde (Fenprus) do Chile. Representante do Movimento Não mais AFP, Villanueva acredita que “a luta pela comunicação, para que as pessoas sejam informadas do que está sendo feito com o seu dinheiro, sobre a farsa e o arrocho que significam este sistema, é neste momento a mãe de todas as batalhas”. Após debate sobre a privatização da Seguridade nesta terça-feira (18) no Instituto Democratize, em São Paulo, o líder chileno nos concedeu esta entrevista:

terça-feira, 18 de junho de 2019

“Capitalização é imoralidade social e irracionalidade fiscal para enriquecer especuladores”, denunciam economistas chilenos


Fazio e Riesco, do Centro de Estudos Nacionais de Desenvolvimento do Chile 
LEONARDO WEXELL SEVERO
Com o título “Sistema das Administradoras dos Fundos de Pensão (AFP) é imoralidade social e irracionalidades fiscal”, o Centro de Estudos Nacionais de Desenvolvimento (Cenda) do Chile lançou uma carta conclamando os economistas do país a contribuírem para “saldar esta dívida pendente” com a população e ajudar a acabar com a lógica dos especuladores.

terça-feira, 11 de junho de 2019

Vitória no Paraguai: Supremo rejeita Rachid, o carrasco dos camponeses de Curuguaty

"Que segurança terá o povo com quem encobre a seus assassinos? Fora Rachid"

Em uma decisão histórica nesta terça-feira, quase sete anos após a carnificina de Curuguaty, o Supremo Tribunal de Justiça do Paraguai rejeitou a nomeação do juiz Jalil Rachid, carrasco dos camponeses, para a Promotoria da localidade. Em seu lugar foi indicado Alfonso Mascareño.
Leonardo Wexell Severo

quarta-feira, 5 de junho de 2019

José Gil: “Perseguição aos juízes de Curuguaty fecha o último refúgio da Justiça no Paraguai”


José Gil Ojeda, veterano líder camponês
LEONARDO WEXELL SEVERO

“Com a perseguição aos juízes Arnaldo Martínez Prieto e Emiliano Rolón Fernández, que, atuando de forma independente, com consciência e patriotismo, lograram a liberdade dos camponeses de Curuguaty, buscam fechar o último refúgio da Justiça no Paraguai e deixar esses companheiros 100% desamparados”, afirmou José Gil Ojeda, veterano dirigente das Ligas Agrárias Cristãs.
Preso e exilado pela ditadura de Alfredo Stroessner (1954-1989), dom José ressaltou que “assim como no caso da punição aos trabalhadores rurais de Curuguaty – alguns jogados durante seis anos na prisão – o principal foi dissuadir a luta pela reforma agrária e infundir medo, agora, confrontando as provas e a própria legislação, querem transformar esses dois juízes em bodes expiatórios do golpe realizado contra o presidente Fernando Lugo”.

segunda-feira, 20 de maio de 2019

Mesina: “Com 97% dos chilenos condenados a aposentadorias miseráveis, é preciso desprivatizar”

Luis Mesina, porta-voz do Não + Administradoras de Fundos de Pensão (AFP)

FELIPE BIANCHI (Barão de Itararé) e LEONARDO WEXELL SEVERO (Hora do Povo), de Santiago

Nesta entrevista realizada na sede do movimento No + AFP (Não mais Administradoras de Fundos de Pensão), em Santiago, o porta-voz da organização, Luis Mesina, denuncia como o sistema de capitalização da Seguridade Social implantado “em meados dos anos 1980, sob a tirania de Augusto Pinochet”, “condena 97% dos chilenos a aposentadorias miseráveis”, “sendo a expressão trágica de um sistema que nega direitos fundamentais, lançando idosos a cenários desesperadores”.